Tâmaras com bacon

Esta é uma entrada simples e muito, muito rápida. Garanto que faz sucesso em qualquer ocasião. A combinação do doce com o salgado é perfeita!

Ingredientes:

Tâmaras (sem caroço)

Fatias de bacon q.b.

Preparação:

Pré-aquecer o forno a 200º. Forrar um tabuleiro com papel de alumínio. Para cada tâmara, uma fatia de bacon. É só enrolar. Levar ao forno 20 minutos, não deve deixar muito mais tempo, caso contrário os rolinhos ficarão secos e duros, e não é isso que se deseja, devem ficar suculentos e macios.

*Nota: Pode trocar o bacon por presunto. Pode ainda rechear as tâmaras com frutos secos, como por exemplo amêndoa ou noz

Quiche Havaiana

A quiche fica bem em qualquer ocasião. É, de longe, a receita que mais me pedem para fazer. É ideal para festas, piqueniques, refeições aligeiradas, lanches ajantarados, para entradas, para um almoço ou jantar. É boa no inverno ao sair do forno, quentinha, e no verão se fresquinha, ou à temperatura ambiente.  Há imensas receitas, de queijo e fiambre, de legumes, de carne, de atum, de camarão… Enfim, basta ter imaginação. É um bom prato para aproveitar comida,como frango por exemplo, ou legumes,como espinafres, cenoura, brócolos, etc. É uma forma de economia doméstica. Normalmente todos gostam. E é um salgado que fica sempre bem em qualquer mesa.

 

Ingredientes:

1 base de massa folhada

4 ovos

1 pacote de natas

Sal, pimenta e orégãos q.b.

150 gr de fiambre cortado em cubos

2 rodelas de ananás

100 gr  de cogumelos laminados

100 gr de queijo ralado

Preparação:

Colocar a base de massa folhada numa tarteira forrada com papel vegetal (usar o papel que envolve a massa folhada). Picar a massa com um garfo. Cobrir com os cubinhos de fiambre, o ananás e os cogumelos, sendo que estes dois últimos ingredientes devem ser previamente bem escorridos ( convém deixá-los algum tempo num prato sobre papel absorvente). Reservar.

Numa tigela juntar os ovos, as natas, uma pitada de sal e pimenta e orégãos a gosto. Bater muito bem. Verter para a tarteira deforma uniforme. Polvilhar com queijo ralado ( eu uso sempre  mozzarella), uma pitada de orégãos e levar ao forno cerca de 25 minutos ou até ficar dourada.

Ameijoas à Bulhão Pato

Este prato esteve presente os 21 finalistas das 7 Maravilhas da Gastronomia. É óptimo para servir como entrada ou para petiscar. É um bom pretexto para reunir os amigos, fazer um serão diferente.

“Conforme atestam as escavações arqueológias, a amêijoa integra a dieta das populações da zona ribeirinha a sul do Tejo, desde a idade do bronze. Foi, porém, em honra de Bulhão Pato, poeta, membro da Academia Real das Ciências, mas também boémio, caçador e gastrónomo, que a amêijoa foi nobilitada e se tornou uma referência no Concelho de Almada. Bulhão Pato fixou-se na Caparica em 1890. À época eram famosas as tertúlias organizadas em sua casa, que reuniam figuras de renome do panorama cultural português, que apreciavam a sua conversa, enquanto se deliciavam com a saborosa comida, que lhes servia. Esteve nos 21 finalistas das 7 Maravilhas da Gastronomia.”

Esta é uma forma diferente de confeccionar as ameijoas, porque vou cozinhá-las a vapor na MicroGourmet da Tupperware. É uma forma mais saudável de as preparar e como é feito a vapor os sabores são mais realçados.

Não se esqueçam que a MicroGourmet está até 5ª feira com um desconto de 46%, é de aproveitar!

Ingredientes:

1 Kg de ameijoas

2 dentes de alho

1 limão

1 ramo de coentros

Sal q. b.

Azeite q. b.

 

Preparação:

Verter 350 ml de água na base da MicroGourmet. Reservar. Colocar no Super Chef os alhos,  uma porção de coentros e triturar. Adicionar à água uma parte dos alhos e coentros triturados, um fio de azeite e sal. Colocar as ameijoas no crivo grande. Deitar por cima o resto dos alhos e coentros com um fio de azeite. Tapar e levar ao microondas cerca de 20 minutos. Deixar repousar 5 minutos e servir. Pode, por exemplo, cobrir o fundo de uma travessa com tostas e deitar por cima as ameijoas e um pouco do molho que ficou na base da MicroGourmet. Por fim regar com sumo de limão (basta esprfemer à mão uma quantidade pequena).

Patê de Alheira com Maçã

 

No dia 10 de Setembro a Alheira de Mirandela foi considerada uma das 7 Maravilhas da Gastronomia e foi a mais votada. Por isso achei interessante colocar aqui uma receita cujo ingrediente principal fosse a alheira.

 

“A Alheira de Mirandela, que absorve esta denominação associada ao local de comercialização e expedição, a cidade de Mirandela, é o enchido regional mais consumido e conhecido no país, mais envolto em mistério e único no mundo. O fumeiro transmontano – enchido em tripa ou apenas de salga e fumo – quando não ia para as feijoadas e cozidos, quando não constituía só por si uma refeição, servia também como entrada aos melhores manjares festivos e domingueiros. A sua função é servir de empurrão ao que se segue. As alheiras consomem-se depois de assadas em brasa suave ou depois de fritas num pouco de azeite e na gordura que vão largando.” (DN.pt)

Este patê é feito a vapor na MicroGourmet. Provei pela primeira vez numa demonstração Tupperware e fiquei bastante surpreendida, pois apesar de não ser apreciadora de alheira, gostei bastante da combinação da alheira com a maçã. Esta dá um toque mais suave e menos enjoativo à alheira. A vantagem de ser feito a vapor é que grande parte da gordura cai para a água.

O outono já se sente, as noites estão mais frias. Esta é uma excelente sugestão para uma entrada, porque se serve ainda quente.

Ingredientes:

1 Alheira

2 Maçãs Golden

Preparação:

Colocar 400 ml de água na base da MicroGourmet. Retirar o fio e o metal que prende a alheira e fazer um golpe com a ponta de uma faca em todo o comprimento da alheira para que a pele se solte mais facilmente. Descascar as maçãs e partir em fatias muito finas. Colocar a alheira no crivo grande da MicroGourmet e cobrir com a maçã. Colocar a tampa e levar ao microondas durante 12 minutos. Deixar repousar 5 minutos e só depois retirar do microondas. Puxar a pele da alheira (como se fez aquele corte inicialmente, basta puxar, que a pele sai toda sem qualquer esforço) e mexer até obter uma pasta. Servir quente com tostas.