Natas do céu

Há uns dias comemorámos o aniversário da minha mãe. No meio de tanta produção a única coisa que consegui fotografar, com muita pena minha, foram as natas do céu. Deixei tudo para muito tarde e não tive tempo nem condições para fotografar o bolo de aniversário e um outro que há muito andava para experimentar numa ocasião especial… vou ter de os repetir para publicar aqui no blog.

Há muito tempo, talvez há anos, que não fazia natas do céu. Gostei bastante do resultado, ficaram perfeitas, e pela rapidez com que  desapareceram, não fui a única a chegar a esta conclusão! É uma boa sugestão para este fim de semana, em que o sol promete aparecer e aquecer um bocadinho. Experimentem, vale a pena!

Ingredientes:

Para o creme:

5 gemas

5 colheres de sopa de açúcar

5 colheres de sopa de água

Para as natas:

400 ml de natas

5 claras

3 colheres de sopa de açúcar

100 gr de bolacha maria moída

Preparação:

Para o creme: Num tacho misturar as gemas o açúcar e a água. Levar ao lume mexendo sempre até engrossar, mas sem ferver. Retirar e deixar arrefecer.

Para as natas: Bater muito bem as natas e no fim acrescentar o açúcar. Separadamente, bater as claras em castelo e envolver com cuidado nas natas.

Dispor em tacinhas camadas alternadas de natas e bolacha moída, sendo que a última deve ser de natas. Espalhar o creme por cima e levar ao frigorífico até servir.

Bolo de bolacha

A ausência de novidades aqui no blog está relacionada com uma viagem que fiz aos Estados Unidos da América. Gostava de ter feito uma sobremesa típica enquanto lá estive, mas não tive tempo. Fiz várias coisas, mas receitas minhas, como o famoso pão-de-ló, a mousse de limão, ou o bolo de chocolate. Enfim, tive de atender a vários pedidos. Mas fica prometida uma receita americana para breve. De regresso, e a recuperar da confusão dos horários, que se na ida não teve nenhum efeito em mim, na vinda paguei pelas duas viagens, apresento-vos um bolo que me recorda a  minha infância: o bolo de bolacha. A minha mãe fazia este bolo nas festas. Eu gostava de apreciar todo o processo e ficava fascinada com o empilhar das bolachas. Há várias formas e receitas deste bolo, o tradicional é feito com manteiga, mas há variações com natas por exemplo. Pode ser que um dia traga outra receita.

Ingredientes:

300 gr de bolacha maria

200 gr de açúcar em pó

200 gr de manteiga sem sal

1 colher de sumo de limão

300 ml de café forte (sem açúcar)

1 clara de ovo

Preparação:

Bater a manteiga à temperatura ambiente (mole, mas não derretida) com o açúcar até obter um creme fofo e esbranquiçado.  Juntar o sumo de limão e 4 colheres de sopa  do café e bater. À parte bater a clara em castelo e adicionar ao preparado anterior. Molhar as bolachas no café, dispor num prato de servir em camadas: primeiro bolachas (uma no centro e seis à volta desta), depois o  creme, sendo que a última camada deve ser de creme e deve cobrir o bolo todo. Polvilhar com bolacha moída e pode decorar com grãos de café.

Salame de chocolate

O salame de chocolate alegra qualquer criança, e adultos também! É fácil e rápido de preparar. Apresento-o como uma sugestão para o natal, mas é um doce muito versátil e sabe bem em qualquer altura do ano. É ideal para uma festa de crianças, todos gostam e é fácil de pegar e levar, e as crianças são muito práticas nesse sentido. Como é feito com chocolate, sabe bem comer uma fatia nos dias em que os níveis de ânimo andam mais em baixo, nada como o chocolate para sentir um bocadinho mais de alegria. Também se pode fazer para oferecer no natal, personalizar um embrulho e levar a alguém num dia em que se fizer uma visita, ou levar para um jantar, fica sempre bem levar um miminho!

Ingredientes:

200 gr de bolacha maria

120 gr de manteiga

3 colheres de sopa de açúcar

100 gr de chocolate em pó

1 ovo

Preparação:

Partir as bolachas grosseiramente. Juntar o chocolate e o açúcar e misturar. Derreter ligeiramente a manteiga e adicionar ao preparado de bolacha. Amassar. Bater o ovo e juntar à mistura anterior. Envolver bem. Esticar uma folha de papel de alumínio, colocar o preparado e moldar até que fique com a forma de salame. Enrolar cuidadosamente com o papel e levar ao frigorífico até ficar bem firme. Retirar do frigorífico e cortar em fatias.